segunda-feira, 25 de junho de 2012

War Horse

 Atenção - Contém spoilers (revelações do enredo)


War Horse é um  filme épico de guerra dirigido por Steven Spielberg, lançado no final de 2011. É uma adaptação da novela de mesmo nome da autoria do britânico Michael Morpurgo em 1982 (publicado pela primeira vez na Inglaterra em 1982) e em 2007 virou uma peça (assista aqui o trailer do incrível espetáculo teatral)  -  http://www.warhorseonstage.com/. Tornou-se um sucesso de bilheteria e foi recebido com críticas positivas. O filme foi indicado a seis Oscars , incluindo Melhor Filme, dois Globos de Ouro e cinco BAFTA .

Realizando uma breve sinopse do filme (ainda não li o livro e com certeza quando ler, será bem provável que mude a minha ótica a respeito da obra cinematográfica), além de ser uma homenagem aos animais(cavalos) enviados para a guerra, o filme discute algumas questões humanas em guerras, em famílias e sociedade. Albert, menosprezado e subestimado pelos vizinhos, treina seu cavalo Joey (cavalo que foi comprado pelo pai do Albert em um Leilão) para arar a terra. A relação entre o jovem e o cavalo acaba sendo ameaçada quando o animal é vendido à cavalaria e mandado para combate na Primeira Guerra Mundial. 

Aí é que entra a questão mais importante, não é apenas mais um filme sobre cavalos, é um filme sobre um dos piores aspesctos dos seres humanos: a guerra! Mas não retrata apenas uma guerra, mas uma das grandes guerras e o melhor da obra é que o enfoque dessa vez não é apenas o sofrimento humano, mas é principalmente o drama dos animais irracionais envolvidos em uma guerra, recrutados para servirem juntos aos seres humanos em batalhas pela vida ou morte, onde a sobrevivência de cada um é colocada a própria sorte e os animais tratados apenas como instrumentos de guerra descartáveise por esse motivo, o Jovem Albert não suporta ver o seu cavalo ser vendido para as forças armadas.

Apesar de ser jovem demais para se alistar, Albert viaja à França para salvar seu melhor amigo, o cavalo Joey. O cavalo era "milagroso", ele contagiava a todos, e claro, o jovem Albert tinha um grande afeto pelo animal que ele havia treinado para arar a terra de sua casa na tentativa de ajudar o seu pai a salvar a família da dívida, pois a família podia perder suas terras. O percurso do filme gira em torno do cavalo, tanto em campos de batalha quanto fora deles, onde o cavalo acabou sendo " tomado" por novos "donos". 

Ok, o que eu disse até agora é o máximo que posso revelar sobre o filme, deteso estragar o efeito surpresa. O que posso dizer é que... o filme foi surpreendente. Toda a técnica cinematográfica aplicada foi fantástica: fotografia, som, figurino, roteiro, movimentação das câmeras, interpretação dos atores... tudo do mais alto nível (óbvio afirmar isso por ser Spielberg?)meu Deus, como sou fã do Steven Spielberg! Genial!

A propósito, o final do War Horse filme é maravilhoso, esse filme coloca no chinelo a maioria dessas obras enlatadas por aí(como os filmes de super heroís por exemplo), que te forçam a engolir  toneladas de efeitos especiais, trilhas sonoras  clichês e cenas de lutas sem objetivo com personagens sem profundidade.

Obs¹: Vi algumas pessoas reclamanda da atuação dos atores do filme. Não vi nada de errado no trabalho dos artistas, aliás, na verdade são excelentes atores.

Sim, é uma análise rasa, não tinha a intenção de falar nada aprofundado mesmo, isso é para especialistas(os críticos de verdade), sou apenas um apreciador.

Realizando minhas considerações finais, gostei "bagarai" do filme, pois tem história, coisa que anda faltando no cinema, ou pelo menos nos filmes de Hollywood.

A propósito, em breve falarei um pouco sobre uma outra versão de War Horse, que é a peça da companhia Handspring Puppet (http://www.handspringpuppet.co.za/), pois eles utilizaram bonecos enormes: cavalos mecânicos com movimentações super realistas, cama um manipulado pos três pessoas. Não posso deixar de compartilhar isso, pois em todo lugar que vou poucas pessoas conhecem esta fantástica companhia!

Obs²: Amanhã irei revisar este post, talvez acrescentar algo, pois escrevi um pouco desmotivado, não é facil escrever com o corpo e mente completamente esgotados do trabalho. Já faz tempo que não posto nada no blog por falta de tempo mesmo, se bem que este blog não é muito acessado, afinal o conteúdo não é muito popular. Gostaria de poder escrever no blog lá do trabalho, mas é quase impossível, não sobra tempo. São tantos assuntos que eu podia estar comentando sobre a aliança imbecil entre Lula e Maluf, operação da polícia federal que prendeu alguns bandidos que desviavam verba pública aqui no norte de minas e o suposto envolvimento de algumas pessoas no superfaturamento de obra (alguns funcionários da prefeitura de montes claros e o próprio prefeito parecem estar envolvidos...). Dá até vontade de montar um Vlog, pois já tenho o meu canal no youtube, mas conseguiria tempo para editar os vídeos?

Boa noite.



Leandro Martins de Miranda

Anderson Silva perde a calma com Sonnen

O lutador Anderson Silva não mediu as palavras em uma entrevista coletiva por telefone antes do UFC 148, marcado para 7 de julho, em Las Vegas. Irritado com declarações de Chael Sonnen, ele perdeu a calma e prometeu quebrar a cara do adversário na luta que vale o cinturão dos pesos médios.
"Esse cara é um marginal e uma escória do esporte. Esse cara não merece estar dentro do UFC. Teve problemas com a justiça, com doping. Não respeita nada. É um imbecil e eu vou arrancar os dentes da cara dele. É um vagabundo sem vergonha", declarou.

Ele prometeu repetir o resultado da última luta que teve com Sonnen, em agosto de 2010, quando finalizou o oponente no quinto round. "Quem vive de passado é museu. Eu não vivo de passado. Vou bater nele de novo, por baixo, por cima, de pé. Não vai ter muita diferença. Na última vez ele perdeu, vai perder de novo, mas desta vez vai precisar fazer uma plástica", afirmou.

Entre outras coisas, Anderson Silva ficou irritado com ofensas de Sonnen aos brasileiros, como insinuar que o país não tem conexão de internet. "Eu vou expulsá-lo do UFC. Tudo que ele não apanhou da mamãe e do papai vai apanhar de mim para aprender a respeitar o país dos outros. Muita gente vai ficar assustada quando eu bater nele. Estou dedicado e preparado para fazer alguma coisa que ninguém nunca fez: quebrar Sonnen inteiro", prometeu.

A mudança no tom de voz geralmente calmo de Anderson Silva surpreendeu até o presidente do UFC, Dana White. "Eu promovi todas as lutas de Anderson Silva no UFC e nunca o vi falar nada perto disso. Geralmente ele fala pouco", explicou.

Falastrão, Sonnen foi comedido no discurso, mas não perdeu a oportunidade de cutucar o atual campeão mundial dos pesos médios. "Eu o tratei como um amador na primeira vez, e ele vai parecer um amador desta vez. Eu não faço personagens, não sei o que isso significa. Eu quero machucá-lo. Ele quer me machucar", encerrou.

Original em:

http://esportes.terra.com.br/lutas/noticias/0,,OI5858492-EI15532,00-Anderson+Silva+perde+a+calma+com+Sonnen+marginal+escoria+e+vagabundo.html